quinta-feira, 12 de maio de 2016

Estado Maior: Sebastião Pinto de Araújo Correia


O marechal de campo SEBASTIÃO PINTO DE ARAÚJO CORREIA nasceu na freguesia de Monserate, Viana do Castelo, a 21 de março de 1780, filho do então sargento mor (major) Francisco Pinto de Barbosa Araújo (Correia) e de D. Francisca Antónia de Sá Sottomayor.

Em 16 de Agosto de 1799, assenta praça como voluntário no Regimento de Infantaria de Viana, futuro n.º 9, na companhia de caçadores, tendo participado na campanha de 1801. É reconhecido como cadete a 1 de Julho de 1804.

A 1 de abril de 1805, é sargento mor agregado ao Regimento de Milícias de Braga. Pouco depois da restauração do reino, é promovido a sargento mor do Batalhão de Caçadores n.º 6, estando presente nas batalhas do Buçaco, em 1810, e de Fuentes de Honor, em 1811, onde recebe um ferimento na cabeça. 

A 10 de julho de 1813, é promovido a coronel do Regimento de Infantaria n.º 18, o antigo 2.º Regimento do Porto. 
A 6 de novembro de 1813, parte para o Rio de Janeiro, com licença de três meses. A 12 de outubro do ano seguinte, é promovido a brigadeiro. A sua contribuição para a ideia de uma divisão de tropas ligeiras vindas de Portugal para o Rio Grande foi enorme e foi este oficial a transportar a Lisboa as ordens de criação da mesma em dezembro de 1814. 

Passa, com 35 anos de idade, à Divisão de Voluntários Reais do Príncipe, como marechal de campo Ajudante General. Comandou, a partir de 4 de julho de 1816, a Coluna da Vanguarda da divisão e comandou as forças portuguesas na batalha de India Muerta.

Fontes:
- Arquivo Histórico Militar
- Wikipedia Commons
- Arquivo Distrital de Viana do Castelo: Livro de Nascimentos n.º 10, Paróquia de Monserrate, (Viana de Castelo), f. 272; código de referência: PT/ADVCT/PRQ/PVCT19/001/00010, Cota 3.19.4.25

Imagem de topo:
- Demolição da Igreja paroquial de Monserrate, em Viana do Castelo (atual rua 9 de Abril), em 1916. A igreja, onde Sebastião Pinto foi batizado, deixou de ser utilizada em 1835, devido ao seu estado de deterioração, mas só 80 anos anos depois foi demolida.


* * *

Leia também

BATALHA DE INDIA MUERTA:

Sem comentários:

Enviar um comentário