terça-feira, 3 de outubro de 2017

Exército do Brasil: José de Abreu

O tenente coronel JOSÉ DE ABREU nasceu em 1770 em Maldonado (Banda Oriental), filho de João de Abreu e de Ana Maria de Souza, colonos riograndenses deslocados para lá em razão da invasão espanhola do Rio Grande.

A 28 de Dezembro de 1784, retornando à província dos seus pais, assenta praça como soldado no Batalhão de Infantaria e Artilharia do Rio Grande, sendo promovido a cabo de esquadra em 1794. 

Quatro anos depois, em 1798, é cadete porta estandarte no Regimento de Dragões do Rio Grande. A 25 de julho de 1808 é promovido a tenente. Ao início da campanha de 1811/1812, era tenente da 7.ª companhia do seu regimento e esteve inicialmente em Missões e depois na fronteira do rio Quaraí. 

Após o fim desta campanha, foi promovido a capitão, com antiguidade de 11 de junho de 1811. É promovido a tenente coronel a 20 de janeiro de 1813 e nomeado comandante dos Esquadrões de Cavalaria Miliciana de Entre Rios (distrito entre os rios Quaraí e Ibicuí).

Em 1816, com 45 anos, comanda, com grande distinção, as forças portuguesas nas batalhas de São Borja e Arapey, repelindo na primeira uma invasão oriental por Andrès Guaçurary y Artigas e derrotando na segunda o próprio José Artigas no seu quartel general de campanha. Teve ainda um papel importante nos instantes finais da batalha de Catalán, um dia depois de Arapey.



* * *

João Simões Lopes Neto (1865-1916), escritor brasileiro, dá-lhe o epíteto de 'Anjo da Vitória', nos seus Contos Gauchescos, de 1912.

Saiba mais sobre José de Abreu no excelente blogue "Eu, tu, eles: passado, presente, futuro":
- José de Abreu (i) : Repositório [aqui]

Sem comentários:

Enviar um comentário